Criei esse espaço a fim de divulgar o trabalho que realizo no Ministério Infantil, a minha grande paixão.
Espero que possa ser um canal de comunicação entre diversos educadores cristãos, onde poderemos compartilhar Idéias e sugestões para a realização de um trabalho de qualidade com nossas crianças.

Venha participar do Acampamento Infantil 2014


Para maiores informações envie um e-mail para: silviadasilvarj@gmail.com
Faço minhas as palavras de Charles Spurgeon: "Que nenhum homem despreze as crianças ou pense que são insignificantes. Eu reivindico o lugar da frente para elas. Elas são o futuro do mundo. O passado já se foi e não podemos alterá-lo. Até mesmo o presente já se foi à medida que o vivemos. Nossa esperança está no futuro; portanto abra espaço para as crianças, abra caminho para os meninos e meninas"

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Apostila para treinamento de líderes infantis.

“As crianças devem receber uma atenção especial, pois são o futuro de nossas igrejas, não só das igrejas como de uma sociedade inteira”.

A maioria das pessoas conhece esta afirmativa e concorda com ela, no entanto ela não é vivida nas Igrejas em geral. O que é presenciado muitas vezes é o descaso e falta de responsabilidade com que o ministério infantil é tratado. Onde não há descaso e irresponsabilidade há falta de preparo e de recursos para que uma educação infantil de qualidade seja realizada. Tal afirmativa pode trazer um efeito negativo que é o deixarmos para depois um trabalho mais sério, especialmente no que tange ao trabalho voltado para as crianças.
O que fazer para mudar este cenário? Como podemos tratar e educar nossas crianças como devem ser educadas?

Noção de Ministério:

O primeiro obstáculo que deve ser derrubado quando falamos ministério infantil é entendê-lo como tal, ou seja, como ministério.
Atos 6.2-6 nos mostra que os discípulos foram escolhidos por Deus para um ministério, os diáconos por sua vez também foram escolhidos por Deus, no entanto para um ministério diferente dos discípulos. Em Efésios 4.11-12, Paulo mostra que uns foram chamados para apóstolos, outros para profetas, ensino etc. Enfim todos temos um chamado para um mistério específico e temos que encará-lo como tal.
Este é o ponto de partida, pois se você não é chamada (o) para este ministério então não pode realizá-lo plenamente.
Pensando assim algumas coisas são esperadas das pessoas que são chamadas:

*As pessoas que são chamadas buscam orientação de Deus para seu ministério.
*As pessoas que são chamadas buscam dar o exemplo (se tornar padrão).
*As pessoas chamadas são submissas e dispostas a trabalhar
*As pessoas que são chamadas dão seu máximo.

Como Trabalhar no Ministério Infantil

Há muitas pessoas que entendem que para trabalhar com crianças é preciso ser engraçado, palhaço mesmo. Entretanto a maioria das crianças não gosta de ser tratada dessa forma. Nos dias de hoje, criança não é mais tão criança assim. Basta olharmos o tipo de programação infantil que há na televisão, os desenhos, as músicas. A criança tem amadurecido com muita rapidez.
Ao estar á frente de um grupo infantil você deve entrar sério, falando sério, mas com carinho, você vai conquistar os pequeninos. A criança gosta de um adulto não porque ele é palhaço, mas porque ele lhe dá atenção e a respeita. Se você souber mostrar que é o líder, poderá usar essa autoridade ao longo do seu trabalho. Haverá momentos em que você precisará dar aquela olhada séria para um ou outro, e se não tiver autoridade, as crianças poderão até encarar você.
Fazemos com entusiasmo aquilo que gostamos. Para trabalhar no ministério infantil o entusiasmo é muito importante, pois sem ele não conseguiremos acompanhar o ritmo “exaustivo” que o ministério nos pede.
Aqueles que não têm chamado para o ministério infantil dificilmente conseguiram manter-se entusiasmados frente às dificuldades e não agüentaram este ritmo “exaustivo”, assim vindo a desistir ou realizar o trabalho de forma mecânica, “empurrando com a barriga”.
Organizando o Ministério Infantil
Para dar início à organização do trabalho com as crianças é de fundamental importância, um período dedicado à oração. O segundo passo é verificar as condições e possibilidades para, então, elaborar um programa. Para tanto, é importante:
1. Analisar o grupo de professores que está disponível, qual a sua experiência e se estão motivados.
2. Identificar as expectativas do grupo em relação às atividades a serem desenvolvidas.
3. Incluir todo o grupo nas atividades de planejamento. Se você planejar sozinho, vai acabar executando sozinho. Estimule a participação do grupo todo.
4. Distribuir as tarefas a serem realizadas pelo grupo, de acordo com as habilidades e possibilidades de cada um.
5. Avaliar a faixa etária das crianças que participam do Grupo Infantil.
6. Na medida do possível, organizar as crianças em classes por faixa etária.
7. Avaliar a capacitação e disposição do grupo, para definir as atividades que serão realizadas, de acordo com as faixas etárias.

2 comentários:

Claudia Cristina disse...

Gostei muito desse blog,me ajudou bastante.Estou assumindo a liderança do Min.Infantil da minha Igreja à partir deste mês e preciso aprender como liderar e fazer um bom trabalho.

Meu e-mail é claudiasdama@yahoo.com.br

Ligiane disse...

Olá! Com certeza este pequeno post, vai me ajudar no curso que pretendo ministrar em uma igreja aqui próximo onde moro. Que Deus abençoe sempre!!! Serei uma seguidora agora, pois também faço parte da liderança de crianças e é muito bom conhecer novas pessoas e poder compartilhar com elas e também trocar idéias referente ao ministério infantil. Graça e paz de Cristo Jesus seja com todos!

www.miga.com.br